Qual era o preço dos videogames?

Quer saber quantos meses seus pais tiveram que trabalhar para comprar seu videogame?
O pessoal do Aperta o X fez o levantamento dos preços de alguns videogames entre os anos de 1995 e 2007 com base nas propagandas das revistas e no salário mínimo do ano.
Alguém lembra de salário mínimo a R$100?
Confira a matéria completa aqui!

Comentários

3
Foto de samusbsb

lembro da época do sega genesis e super famicom: lembro que o mega drive da tec toy era muito caro e via a galera mesmo comprando o poderoso mega drive nas importadoras porque o dólar naquela época não era mais barato. Quem tinha mega drive e super nintendo naquela época era rico ou filhinho de papai essa é a verdade. Naquele tempo o que salvou mesmo foram as locadoras onde podía-mos alugar horas...era legal até certo ponto. Quando a Playtronic tentou colocar o super nintendo nas lojas brasileiras também foi o mesmo processo...o super nintendo nas lojas de eletrodomésticos era muito caro e a galera preferia comprar mesmo nas importadoras por que era mais barato. No Brasil são cobrados muitos impostos e por isso tudo sai caro...sem contar que os empresários brasileiros nunca querem baratear nada, visam apenas o lucro...quando chegou o playstation, sega saturn e 3DO foi a mesma coisa. Até hoje quem compra computador também faz isso. Por isso o Brasil não se desenvolve...Muito imposto e pouco investimento. Não gera emprego e acabamos mesmo é comprando produtos importados. valeu!!!!

Foto de samusbsb

nos anos 90 o dólar era mais barato em relação a hoje...devido a isso era preferível comprar produtos importados mesmo. valeu

Foto de edsonvilar

Os anos 80 foi umSoa geração de conhecimento para o que viria a ser os videogames da década de 90. Quando os primeiros Master System através da tectoy desembarcou no mercado brasileiro, se deu inicio a uma era de novos conhecimentos e horizontes. Os adolescentes da década de 90 começaram a ver de forma diferente toda aquela magia. Logo chegaram os clones Nintendo 8 bits e o famosíssimo Mega Drive e seu espinhoso Sonic. Não ficou atrás a chegada do Super Famicom e com isso a corrida as locadoras de videogame que abriam portas em todas as esquinas.
Olhar para trás e poder entender melhor como o mercado funcionava pode nos dar uma dimensão de como era caro curtir essa época.